Blog

Manutenção e modernização de elevadores antigos

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

08O Brasil deve possui atualmente aproximadamente 300 mil elevadores, número que só tende a aumentar com as novas edificações comerciais e residenciais. Uma boa parte desses elevadores, no entanto, nunca passou por um processo de modernização, uma necessidade premente, já que existem elevadores – e isso pode ser facilmente observado – com muitos anos de vida, que já estão totalmente ultrapassados diante das novas tecnologias criadas para o transporte das pessoas.

Muitos destes têm mais de 40 anos de uso, estando totalmente ultrapassados tecnicamente. Nas últimas décadas as inovações técnicas sofreram seu maior desenvolvimento, principalmente no segmento eletroeletrônico que aplicado aos elevadores antigos e atuais consegue agregar segurança e economia.

Os elevadores possuem uma série de componentes mecânicos e eletromecânicos que não são vistos ou percebidos pela maior parte dos usuários, mas que se tornam vitais para a eficiência da operação e segurança dos usuários.

Nos modelos mais antigos, isso pode ser notado através dos custos de manutenção, das paralisações – que acabam se tornando rotina, dos desníveis entre a cabine e o piso, ou mesmo quando há consumo exagerado de energia.

Nesses elevadores, a modernização é uma necessidade das mais básicas. A modernização, nesses casos, além da segurança exigida para os elevadores, irá trazer economia de energia, melhoria no seu funcionamento, eliminação de ruídos e vibrações, proporcionando a condução mais confortável dos usuários.

Síndicos e zeladores de condomínios residenciais ou comerciais devem dar a devida atenção à situação dos elevadores pelos quais são responsáveis. O acompanhamento correto dirá o momento certo de fazer a manutenção e modernização. Veja abaixo algumas observações:

O elevador tem tempo de vida de mais de 20 anos e está ficando cada vez mais difícil encontrar peças para reposição. Com o tempo, as peças de reposição dos elevadores antigos saem da linha de fabricação normal.

As despesas mensais com reposição das peças e as frequentes paradas de manutenção estão atrapalhando a vida dos usuários, não podendo ser totalmente resolvidas. Os gastos e o funcionamento do elevador começam a criar problemas mais sérios, com maior dificuldade de reposição de peças ou mesmo a sua ausência no mercado em virtude de fechamento da empresa fabricante.

Para modernizar os elevadores, a administração do condomínio pode optar por fazer instalação de elevadores mais novos e recentes, fazendo sua total substituição ou a conservação e manutenção dos elevadores, com uma modernização parcial dos já existentes.

Os condôminos, juntamente com a administração do condomínio, devem decidir o que é mais conveniente: se a troca total ou a parcial, escolhendo também se o elevador precisa somente de modernização técnica ou deve envolver sua estética.

Para uma modernização técnica, é preciso trocar o comando, a fiação, o painel de botões, as portas – que podem ser trocadas ou revestidas; o operador e o trinco das portas, os fechadores e, finalmente, a máquina e o cabo de tração do elevador.

A modernização estética é voltada para o embelezamento e a troca do piso, do teto, do corrimão e do revestimento da cabine.

Para os usuários, a modernização dos elevadores pode trazer muitos benefícios, dentre os quais podemos destacar:

•    Segurança, que é o item principal, trazendo mais tranquilidade para todos que utilizam o elevador;
•    Economia, com redução no consumo de energia, reduzindo os gastos com troca e reposição de componentes;
•    Conforto, com subidas e descidas mais suaves, sem trepidação, aceleração ou paradas bruscas;
•    Dinamismo, com um elevador mais ágil e mais rápido, tendo mais desempenho no transporte dos usuários;
•    Valorização do condomínio, com a instalação de equipamentos mais atualizados, melhorando o condomínio como um todo e valorizando economicamente cada unidade habitacional.

© 2018 CondominiUM Online. Todos os direitos reservados.